Cesul

Imprensa Notícias

Acadêmicos do 7º período de Direito do Cesul apresentam Júri Simulado

  • Google Plus
  • Pinterest
Publicado em

Os alunos se dedicaram ao máximo em cada papel, nas duas simulações.

Os alunos do 7º período do curso de Direito do Cesul (Centro Sulamericano de Ensino Superior), dos turnos matutino e noturno, realizaram na sexta-feira, dia 7, sob a orientação do professor Gilberto Marques da Silva Azevedo, da disciplina de Direito Processual Penal, um júri simulado no auditório da instituição. As apresentações foram baseadas em casos já julgados e que, como resultado, houve a condenação. O intuito foi trazer o acadêmico mais próximo da realidade, mostrando como é a atuação dos advogados, jurados, ministério público e do magistrado em um Tribunal do Júri.
As duas simulações foram bem participativas, com vasto repertório de discussões e argumentos. Ambos resultaram na absolvição do réu. O professor Gilberto avaliou positivamente o evento. “Foram casos reais com ausência de materialidade, como casos de homicídios e que o corpo da vítima não tenha sido encontrado. Todos são casos terminados, julgados e que houve condenação. Foi muito bom. Os acadêmicos se empenharam, levaram muito a sério, falaram do crescimento pessoal. Fiquei muito satisfeito, pois a ação foi bem interessante”.
O professor Gilberto também explica o fato de o resultado da simulação ter sido diferente do caso real. “Não existe perdedor ou vencedor no Tribunal do Júri. Quem ganha é a Justiça. O caso usado como base de fato não tinha materialidade e foi bem controverso, sendo que, existindo dúvida, essa deve ser interpretada em favor do réu. E é importante os alunos passarem por isso, pois tiveram prazo para juntar as peças de defesa, acusação, despacho do juiz, cumprimento de atos pelo escrivão, oficial de justiça… Cada aluno tinha uma função e eles puderam sentir a pressão de um processo do início ao fim, desde a investigação até o julgamento. Creio que sairão mais preparados e fortes para enfrentar a futura profissão”.

Alunos satisfeitos
Notou-se a dedicação e a satisfação de cada aluno. “Esse momento foi uma das experiências mais incríveis que a faculdade me proporcionou. O trabalho foi muito além da atuação do Júri em si, pois construímos o passo a passo desse cotidiano, já que protocolamos desde o inquérito policial até a sentença final do caso. Foram dias de muita preparação, tensão e aprendizado que nos propiciaram o gostinho do cenário real que vamos encontrar depois de formados. Visualizamos, de forma clara, as amplas profissões que surgem através do curso de Direito o que, certamente, contribuirá para todos nós”, comentou a acadêmica Claudia Karine Menger, que atuou como juíza na apresentação da noite.
Karima Mujahed atuou como promotora de Justiça, também na apresentação noturna. “Escolhi com muita honra ocupar o admirável papel de Promotora de Justiça, assim, pude manter minha autenticidade e minhas convicções. Estabeleci tamanha confiança na sustentação oral em razão da minha crença em cada palavra dita, tanto que não pude deixar de ir à réplica. A experiência foi muito edificante para a vida acadêmica e profissional, pude aplicar e ampliar meu conhecimento técnico e jurídico. E a prática foi de extrema importância também no sentido de lidar com o improviso, de manter a boa postura e de rebater as críticas com classe e maestria”.
Wolney Toigo atuou como advogado de defesa na apresentação realizada pela manhã. “Tivemos a grata satisfação de poder estudar o rito do tribunal do júrí, nas três fases: formação da culpa, preparação do processo do julgamento no plenário e o juízo de mérito, próprio tribunal do júri. Fizemos um estudo sistemático e o professor Gilberto nos deu a oportunidade de simularmos. Foi gratificante. Todos os acadêmicos se envolveram. Pudemos fazer a vivência dos passos do tribunal, sendo uma experiência rica de conhecimento e aprofundamento da matéria. Agradecemos ao professor Gilberto por nos proporcionar esse importante momento”.

  • Google Plus
  • Pinterest

46. 3524 4242 | contato@cesul.br
Av. Antônio de Paiva Cantelmo, 1222 - Centro
Francisco Beltrão - PR