Cesul

Imprensa Notícias

Cesul organiza grupos de estudos e de iniciação científica

  • Google Plus
  • Pinterest
Publicado em

São 12 temas disponibilizados para os acadêmicos de Administração e Direito.

Um dos focos do Cesul sempre foi incentivar pesquisas e projetos de extensão, motivando os acadêmicos e proporcionando condições diferenciadas para que essas ações sejam executadas, integrando o aprendizado teórico com a prática. A Coordenação do Núcleo de Produção e Iniciação Científica (NPIC) do Cesul, visando fortalecer estas ações, está trabalhando no projeto de iniciação científica ou de grupo de estudos, e são 12 temas diferentes sendo trabalhados entre os cursos de Administração e de Direito.
Os objetivos são: atrair e motivar estudantes que demonstrem elevada aptidão à pesquisa; promover o interesse, preparando o acadêmico para um mundo globalizado e em constante transformação; promover a consolidação de pesquisas em áreas diversas dos cursos; e incentivar o desenvolvimento de habilidades para a pesquisa científica. Segundo o professor Robson Faria, coordenador do NPIC, a aceitação dos alunos foi excelente. “O objetivo dos grupos é incentivar a pesquisa científica e tecnológica e de inovação de pesquisadores vinculados a grupos de pesquisa certificados pelo Cesul, contribuindo para o fortalecimento da pesquisa. Entre os projetos selecionados, houve a participação de 160 alunos que recebem bolsas de pesquisa e extensão. Gestão Estratégica de Pessoas, Comércio Internacional, Direito da Criança e do Adolescente e Direito das Minorias e Movimentos Sociais são alguns dos temas a serem pesquisados”.
A professora Roselí Michaloski Alves está trabalhando o tema Conciliação e Mediação. “O nosso grupo é formado por 14 acadêmicos dos 1º e 3º períodos de Direito. A finalidade é o desenvolvimento da investigação acadêmico-científica sobre as formas consensuais de solução de conflitos. Os acadêmicos, com orientação docente e reuniões por videoconferência, estão produzindo artigos sobre: mediação familiar, conciliação trabalhista, mediação na administração pública, conciliação por meio de WhatsApp, conciliação empresarial, negociação extrajudicial e outras temáticas. Inclusive se analisa a realização de audiência de mediação e conciliação utilizando os meios virtuais, conforme estabelece o novo Código de Processo Civil. Essa modalidade permite a realização de acordos entre as partes em conflito sem a presença física, fundamental em tempo de pandemia”.

A professora Adriana Merlin é responsável pelo grupo de Gestão Estratégica de Pessoas e reforça o aprendizado que o aluno adquire. “Essa área é voltada para trabalhos e atividades envolvidas com RH, que envolve desde contratação de pessoal, processo burocrático, trabalhista de admissão, integração e todos os processos que se desenvolvem na vida de um trabalhador que estiver exercendo a sua função ou afastado por algum motivo, mas que tenha vínculo com a empresa. As atividades com o grupo, formado por nove alunos, são com esse tema central. As temáticas giram em torno de alguns assuntos que escolheram de acordo com a afinidade. São temas voltados à gestão de pessoas. Alguns vão fazer pesquisas de campo, à medida que conseguirmos entrada na realidade das empresas, mas sem identificá-las, mas agregando à pesquisa e, também, para a empresa. Os benefícios são a oportunidade de entrar nas empresas e observar realidades diferentes, sendo que muitos já estão no mercado de trabalho. É ter a visão da prática com a visão científica de fazer pesquisa em cima disso. Levantar dados concretos da realidade da nossa região. Oportunidade de pôr em prática o que aprende em sala de aula”.
Para o acadêmico Guilherme Budtinger, do 3º período de Direito, está sendo uma ótima experiência. “Os grupos de pesquisa nos orientam para iniciarmos o caminho dentro da pesquisa acadêmica. Professores e alunos trabalham em conjunto para desenvolver leituras aprofundadas em diversos temas. Ano passado participei do grupo em Direitos Humanos, no 1º ano de curso, e pude notar a dedicação dos orientadores em levar o conhecimento para fora do horário de aula, mesmo começando a graduação em um ano atípico. Agora com a professora Roselí e o grupo de Conciliação e Mediação, o objetivo é formar um compilado de artigos que discorram sobre o tema”.

  • Google Plus
  • Pinterest

46. 3524 4242 | contato@cesul.br
Av. Antônio de Paiva Cantelmo, 1222 - Centro
Francisco Beltrão - PR